Me siga aqui

Seguidores

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Desenvolvimento da fala. O que vem depois da primeira palavra.

Olá, tudo bem por ai? 

Vamos descobrir o que vem depois da primeira palavra? 

Primeiro eu quero saber:
Qual foi a primeira palavra que seu filho disse?
Aqui foi mamã .
Hoje em dia ele tem um vocabulário variado dentro do seu universo claro, porém certamente a mãe é quem realmente entende. 

Nota:
Cada criança é única.
Se seu filho fala tudo, não quer dizer que o meu, mesmo com a mesma faixa etária tenha que ser igual.
Cada criança tem seu tempo.

👉Caso de Théo:
Hoje ele faz 18 meses, sua fala é mais básica porém de forma que conseguimos nos comunicar , fala Mamã, Yan (palavra campeã) água, xixi, coco, demais palavras grandes ele repete a última sílaba .
 A graça fica por conta da pirracinha delecom o pai.
Ele fala e repete outras palavras, mas na hora de dizer "papai" ele diz YAN!😱
😂😂😂😂😂

O jeito certo

Com o interesse do bebê mais aguçado do que nunca por palavras, expressões e sons diferentes, é hora de proporcionar jogos e brincadeiras que permitam ao pequeno tagarela ampliar o vocabulário e melhorar a pronúncia e a dicção. Flavia e Katya ensinam como.
  • Use todas as oportunidades para conversar com o bebê. Ao falar com ele, olhe-o nos olhos e articule bem os sons das palavras. Também estimule o diálogo provocando a criança a fornecer respostas simples às perguntas. Só não espere retorno imediato: dê o tempo necessário para que elabore as ideias antes de falar. (Isso aqui Já fazemos)

  • Resista à tentação de adivinhar os desejos do pequeno. É verdade que a comunicação entre mãe e filho se dá de maneira quase instintiva e que, só pelo olhar, você reconhece quase todas as necessidades dele. Ainda assim, estimule-o a nomear o que quer antes de satisfazer essas vontades.(Toda mae tem a mania de adivinhar o queseu bebe quer, falando por mim msm...kkkk... Essa atitude pode atrapalhar no estímulo da fala) 

  • Cante músicas que pontuem as atividades do dia a dia, como a hora do banho e o momento de comer e de dormir, dando preferência às cantigas simples, com letras curtas e repetitivas. (Fazemos isso desde sempre)

  • Sempre que possível, associe gestos ao que diz, como sacudir o dedo indicador quando fala “não” ou mostrar as mãos vazias ao anunciar que algo “acabou”. ( item ok)

  • Nos passeios, aproveite para ensinar palavras novas. Em um parque, por exemplo, aponte e nomeie os elementos da paisagem – árvores, pássaros, lago etc.

  • Ao contar histórias, crie vozes diferentes para os personagens, alternando tons graves e agudos, sons mais altos e mais baixos.

  • Deixe a criança explorar instrumentos musicais, como pianinhos, chocalhos e tambores. Enquanto ela toca, você pode marcar o ritmo com palmas.

  • Brinque de falar ao telefone e fazer teatrinho de fantoches.Nas encenações, incentive a imitação de sons, como o latido do cachorro ou uma batida na porta.(adorooo)

Erros comuns

Ao mesmo tempo que algumas atitudes da família estimulam a linguagem, outras atrasam os avanços da criança. Embora a aquisição da fala seja um processo que se estende até o terceiro ano de vida, desde agora convém evitar atitudes como imitar o jeito infantilizado do bebê ao se comunicar com ele. Tudo bem que ele peça o “tetê” quando quer a mamadeira, mas você deve responder com “aqui está o seu leite”, com todas as letras no lugar certo. “Os pais não podem incentivar o filho a falar errado, ainda que achem bonitinho o jeito como ele pronuncia determinada palavra”, ensina Flavia.
O uso de diminutivos nas conversas com a criança é outra estratégia condenada pelos especialistas. A explicação é que todas as palavras ficam muito parecidas quando acrescidas de “inho” ou “inha” no final, dificultando a memorização e a consequente ampliação do vocabulário. No outro extremo, é igualmente errado repreender o bebê por falhas que ele venha cometer. Lembre que o pequeno ainda não domina todos os fonemas da língua e tende a omitir sons, em especial de consoantes, o que é perfeitamente aceitável nesse período de aprendizado.
O bebê pode chamar o cachorro de “au-au” e o machucado de “dodói”. Já os pais, como modelos, precisam reforçar o uso da palavra correte


Coisas que ele sabe

1. Entender o significado de expressões, como “sim”, “não” e “vem cá”, agindo de acordo com elas.
2. Apontar figuras ou objetos nomeados pelos pais e fazer pequenas intervenções a respeito de uma história curta que esteja escutando.
3. Reconhecer o próprio nome e apelido, respondendo quando é chamado.
4. Utilizar as palavras que conhece de maneira inteligível e quase sempre no contexto adequado.
5. Nomear partes do próprio corpo e dos outros.
6. Imitar os sons de alguns animais e barulhos como os de chuva e de trovão.
7. Repetir palavras que sejam bastante usadas pelos pais.
8. Solicitar o brinquedo favorito ou uma historinha de que goste bastante.
Aos 18 meses a criança está apta a se comunicar formando frases curtas, de duas ou três palavras.

Não esqueça que ñ é uma regra, respeitando a individualidade de cada criança.

Gostou?
Deixe seu ccomentário!
Veja o vídeo de Théo onde ele ñ fala papai...😂😂😂


7 comentários:

  1. Que gracinha o Theo!!! Amei o vídeo!! E sim, estimular a criança é fundamental, tamto quanto reconhecer que cada uma tem o seu tempo.
    Adorei o post!

    ResponderExcluir
  2. Cara que fofinho esse guri. Eu adorei seu post, bem explicadinho. Eu ainda não tenho filhos, mas eu amei a ideia de brincar com os fantoches e fazer um teatrinho, acho que cria uma conexão e fala é isso mesmo, é a rotina, e comunicação direta com a criança, pelo pouco que sei, e agora sei um pouco mais graças ao teu post <3

    ResponderExcluir
  3. Que amor em forma de post! Ainda não tenho filhos, mas adoro acompanhar meus sobrinhos. Inclusive tenho um de dois anos que começou a falar a poucos meses e agora já ta bem "Tagarela" haha. Adorei o post

    ResponderExcluir
  4. Adorei sua postagem
    Ainda nao tenho filhos, mas fico mega ansiosa qd leio suas postagens rs

    ResponderExcluir
  5. O estímulo é muito importante nessa fase do desenvolvimento. Seu bebê é lindo.
    Beijos
    Www.espacogattena.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Que gracinha gente, os pais tem que estimular, conversar, isso vai ajudando e ensinando né. são dicas ótimas para os pais de primeira viagem.

    beijos!

    ResponderExcluir
  7. Que menininho fofo! Não tenho filhos ainda, mas adoro ver publicações sobre crianças, aliás, não precisamos de filhos pra querer aprender a lidar com elas hahahaha

    ResponderExcluir

Desenvolvimento da fala. O que vem depois da primeira palavra.

O lá, tudo bem por ai?  Vamos descobrir o que vem depois da primeira palavra?  Primeiro eu quero saber: Qual foi a primeira palavra...